BEM VINDO
Telefone (19) 3933-4049

PROGRAMAS

Programas disponíveis

PROGRAMAS

 

O Programa de Acolhimento Familiar “Viver em Família”, desenvolvido pela pela Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social da Prefeitura de Paulínia, é formado por quatro projetos:

01) Guarda Familiar;
02) Família Acolhedora;
03) Apadrinhamento Afetivo;
04) Apoio à Adoção.
Visa garantir a convivência familiar e comunitária às crianças e adolescentes, que necessitem de afastamento temporário do convívio de sua família.

O programa pretende ainda estimular o potencial de solidariedade da comunidade local, e ao mesmo tempo apoiar e humanizar o cuidado destinado às crianças e adolescentes do Município, no momento em que mais precisam de apoio e carinho.

Quando uma criança ou adolescente necessita ser afastado do convívio familiar por medida de proteção, quase sempre é possível deixá-la com algum parente ou pessoa com quem tenha vínculo constituído, e que tenha disponibilidade afetiva para o acolhimento.

 

 

O Projeto Guarda Familiar trabalhará em conjunto com a Vara da Infância e da Juventude, estimulando a família extensa de crianças e adolescentes para obterem a sua guarda provisória, evitando que eles sejam encaminhados para abrigos. O Programa será acionado pelo Juiz da Vara da Infância e da Juventude para auxiliar os familiares a superarem as dificuldades que os impeçam de acolher e apoiá-los durante o período de acolhimento. O ideal é que assim que se determine o afastamento do convívio com os pais, a criança ou o adolescente possa ser encaminhado imediatamente para a casa de um parente, evitando a passagem pelo abrigo.

 

 

O Projeto Família Acolhedora será desenvolvido com famílias e pessoas da comunidade, que se disponham a acolher temporariamente, em suas próprias casas, crianças afastadas de suas famílias de origem, por medida de proteção.

As famílias acolhedoras cuidam das crianças, em todas as suas necessidades materiais e afetivas do cotidiano, enquanto as suas famílias de origem recebem atenção para se reorganizar e receber os filhos de volta.

O Projeto prepara e acompanha as famílias acolhedoras durante o acolhimento, e dá suporte às famílias de origem na superação dos problemas que levaram ao afastamento.

 

 

 

O Projeto de Apadrinhamento Afetivo visa atender as crianças e adolescentes que vivem em abrigos, para que obtenham através do contato com os padrinhos, o carinho e o afeto de que precisam.

Ele é voltado para aqueles que já tiveram seu poder familiar destituído pela Vara da Infância e da Juventude e não foram adotados, e para aquelas crianças e adolescentes com possibilidades remotas de reintegração familiar.

Os padrinhos se encarregam de apoiar afetiva ou materialmente estas crianças ou adolescentes, visitando-os e sendo referência na atenção as suas necessidades.

Também podem levá-los para passeios e festas em família nos finais de semana, mas o importante são os sentimentos envolvidos no apadrinhamento: o afeto, o carinho e a atenção individualizada. O projeto atua em parceria com os abrigos do Município e com o Poder Judiciário.

 

 

O “Viver em Família” estimula e divulga a prática da adoção, principalmente das adoções necessárias, ou seja, de crianças com mais de cinco anos, de grupos de irmãos, e aquelas preteridas pelos interessados. Este projeto visa apoiar, preparar e orientar os pretendentes à adoção, por meio de cursos e palestras.